Reconstrução de Membros

Reconstrução de Membros
 

As recontruções de membros podem ser feitas em várias partes do corpo, como dedo (múltiplos ou não), mão, punho, antebraço, cotovelo, braço e outras regiões do membro inferior, tronco e face. Quanto aos mecanismos de lesão, as reconstruções são indicados em amputações provocadas por instrumentos cortantes, esmagamentos e avulsão (quando, por exemplo, um dedo é arrancado).

O objetivo do reimplante é restabelecer a perfusão sanguínea, além de obter o retorno da função da extremidade. Por isso, a necessidade de um procedimento cirúrgico que reconstrua artérias, veias, tendões, músculos, nervos e revestimento cutâneo (todas as estruturas de um segmento amputado). As técnicas de reimplantes são realizadas seguindo uma ordem de procedimentos. Primeiro é feita a limpeza e antissepsia criteriosa dos ferimentos para diminuir o risco de infecção. Se não houver tempo de isquemia crítico, o cirurgião dará início à reconstrução clássica das estruturas, que tem a seguinte sequência: fixação de ossos, reconstrução dos tendões, ligação das veias e artérias, ligação dos nervos e sutura da pele. Entretanto, se o tempo de isquemia é muito grande dá-se prioridade a reparação de artérias e veias logo após a fixação óssea.


O paciente precisa seguir alguns cuidados no pós-operatório para o sucesso da cirurgia, como, por exemplo, manter o membro elevado até a redução do edema, fazer controle da perfusão sanguínea (circulação do sangue), antibioticoterapia e reabilitação por profissional especializado. É muito importante manter o paciente com a circulação sanguínea estável, pois a baixa pressão arterial é uma causa importante de trombose.

As principais complicações que podem ocorrer em casos de reimplantes são tromboses, sagramentos, infecções e necroses (óssea, muscular, cutânea).

A reabilitação deve ser orientada pelo cirurgião e realizada por profissional especializado. Deve ser baseada na evolução clínica e nas condições anatômicas das diversas estruturas. A movimentação deve ser iniciada o quanto antes, evitando agredir vasos, artérias, tendões, músculos e ossos. A reabilitação precoce previne a rigidez e as aderências.

 
voltar 
Contato

+55 (84) 4008.3366 | 99959.1102
contato@carolinadantas.com.br

Onde estamos
Clínica de Oncologia e Mastologia de Natal
Av. Afonso Pena, 1071 - Tirol Natal-RN
Encontre no mapa
 

DRA. CAROLINA DANTAS© 2017. Todos os direitos reservados.

WSete Design